O que é front end e back end: entenda esses termos significam

front-end e back-end são termos populares quando se trata de desenvolvimento e programação.

Provavelmente você ouviu os termos front-end e back-end relacionados ao desenvolvimento de sites e aplicações web. Esses termos são usados constantemente no universo do desenvolvimento web. Logo, saber o que é front-end e back-end é fundamental para quem quer aprender mais sobre a criação de sites.

front-end e back-end

Para os iniciantes, talvez não seja tão simples assim entender a diferença entre essas duas modalidades de desenvolvimento. Por isso, criamos este artigo. Aqui, você vai tirar suas dúvidas sobre desenvolvimento front e back-end, além de entender melhor o funcionamento de um site. Confira!

O que é front-end e back-end?

Para entender o que é front-end e back-end, é necessário conhecer sobre a arquitetura cliente-servidor. Nesse tipo de arquitetura, existem dois atores: um cliente, que se refere as tecnologias processadas no computador do usuário, e o servidor, que se refere ao que é processado no servidor.

Com isso, temos tecnologias processadas em cada um dos lados:

  • Client-side - são as linguagens que o navegador interpreta, aplicações que rodam no lado do usuário, sem a necessidade do processamento no servidor — HTML, CSS e JavaScript.
  • Server-side - são as linguagens que rodam no servidor — PHP, Java, Ruby etc. O desenvolvedor cria um código que o servidor processa e envia uma resposta para o navegador.

As duas partes trabalham juntas para trazer a melhor usabilidade, funcionalidade e desempenho para um site.

front-end e back-end

Para facilitar, vamos ver o que acontece ao abrir um navegador e acessar um site. Quando digitamos o endereço de um site no navegador e apertamos a tecla Enter, começa um processo no qual é enviada uma requisição ao servidor onde a página está hospedada (back-end).

Cada interação com uma das funções de um site que requer uma consulta no servidor web, como uma pesquisa, por exemplo, uma nova requisição é enviada ao servidor. Nesse tipo de requisição, há acesso ao banco de dados ou processamento dos arquivos do servidor.

Por fim, os algoritmos processam as informações e é enviada uma resposta com os resultados da pesquisa. Com isso, uma resposta contendo uma cópia dos arquivos que formam a página é enviada para o computador. Esses arquivos são interpretados pelo navegador (front-end) e a página é exibida na tela.

O que é front-end e para que serve?

O desenvolvedor front-end é o profissional responsável pela criação da interface da aplicação web, ou seja, ele desenvolve a tela da página com a qual o usuário interage. Todos os elementos que formam a identidade visual de um site são criados no front-end.

front-end

Cabe a esse desenvolvedor, além do conhecimento das linguagens específicas, a aquisição de conhecimentos relacionados à experiência do usuário. As principais linguagens utilizadas para a criação da interface de uma aplicação web são:

  • HTML - linguagem de marcação responsável pela estruturação da página. Ela é o alicerce da aplicação, indicando todos os elementos presentes nela, cabeçalho, menu, barra lateral, rodapé, imagens, etc.
  • CSS - linguagem de marcação de estilo, responsável pelo visual da página, cor, fontes, organização das seções, efeitos de transição, entre outras.
  • JavaScript - linguagem de programação responsável por dar melhorar a usabilidade, dinamismo e interatividade do usuário com a página.

CSS e JavaScript são linguagens tão versáteis que, por meio delas, foram criados bibliotecas e frameworks específicos e sofisticados — ao ponto de virarem objetos de estudo e especializações.

As bibliotecas e os frameworks são utilizados como base para a criação de programas extremamente complexos. Podemos citar entre as principais Angular, Vue JS e Bootstrap.

O que é back-end e para que serve?

O profissional back-end é responsável pelas engrenagens de uma aplicação web. É ele quem cria o código para que haja a execução das funções do site. O usuário não tem acesso a esse código, pois ele roda no servidor onde a aplicação está hospedada e, no momento da requisição, a resposta é enviada em uma linguagem que pode ser interpretada pelo navegador.

back-end

Entre as linguagens de programação mais populares no back-end, estão:

  • PHP - a linguagem de programação mais popular para web, disponível na maioria das hospedagens.
  • Python - uma linguagem extremamente popular para desenvolvimento em várias áreas e análise de dados.
  • Ruby - outra linguagem amplamente utilizada para desenvolvimento de aplicações para a web.

Fora essas, é necessário levar outras tecnologias, como os sistemas de banco de dados, por exemplo. Entre os mais utilizados, estão o MySQL, MariaDB, MongoDB e PostgreSQL.

Back-end na prática

Vamos utilizar como exemplo um site de e-commerce, que exige muito do desenvolvedor de back-end para funcionar — grande parte das funções desse tipo de site dependem de algum tipo de processamento no servidor.

O que é front-end e back-end na prática

Um usuário busca um smartphone utilizando os filtros de cor e escolhe o preto. Ele opta pela exibição de uma lista com preços em ordem crescente.

Essa requisição é enviada ao servidor que acessa o banco de dados da empresa.

O algoritmo processa as informações e envia como resposta uma lista contendo todos os aparelhos que tenham as características desejadas pelo usuário.

A resposta enviada pelo servidor é interpretada pelo navegador. Quando o usuário escolhe o seu smartphone e clica em comprar, uma nova requisição é enviada e outro processamento acontece, sendo criado um carrinho de compras na interface, onde o cliente pode adicionar ou remover itens — tudo isso processado no servidor (back-end) e depois exibido na tela (front-end).

O desenvolvimento back-end pode ser feito em várias linguagens de programação, como PHP, Java, Phyton, Ruby e C#. É importante também que o profissional tenha bons conhecimentos de banco de dados, por exemplo MySQL, SQL Server, PostgreSQL etc.

Separando front-end e back-end

Nos primórdios da internet, quando as páginas não eram tão sofisticadas e as linguagens menos complexas, o desenvolvedor web que criava o site, na maioria das vezes, era responsável tanto pelo front quanto o back-end. No começo, era comum escolher uma linguagem de back-end, como PHP e utilizar as linguagens front-end padrões da web, como HTML e CSS.

front-end e back-end - Separando os conceitos

No entanto, com a evolução tecnológica, aumento da capacidade de processamento, da qualidade e velocidade das conexões de internet, os sites passaram de páginas simples a softwares robustos e completos. Essa evolução criou uma demanda cada vez mais exigente, por interfaces bem projetadas e intuitivas, e com altíssimo desempenho.

Com isso, as tecnologias de front-end e back-end passaram a ter uma profundidade muito maior. Por exemplo, conhecer somente o PHP não seria suficiente, era necessário também ser proficiente com os frameworks PHP, saber como otimizá-los e torná-los altamente escaláveis.

Portanto, numa era em que cada milissegundo é importante, se tornar um especialista no front-end ou back-end passou a ser um grande desafio.

front-end e back-end - Desempenho

Os sites, páginas da web e aplicativos precisam oferece uma boa experiência para o usuário. Além disso, é preciso ter um forte apelo visual sem sacrificar a velocidade do site e experiência de navegação.

Como resultado, as oportunidades de trabalho relacionadas ao desenvolvimento front-end passaram a privilegiar profissionais qualificados e especializados.

Por outro lado, como os sites se tornaram aplicativos web, com códigos refinados e funções mais robustas, aumentou também a demanda por profissionais que dedicados à parte funcional dos sites, ou seja, os desenvolvedores back-end. A seguir, explicaremos detalhadamente essa divisão front-end e back-end do desenvolvimento web. Continue lendo!

Diferença entre o desenvolvimento front-end e back-end

Diferença entre o desenvolvimento back-end e front-end

Durante muito tempo houve um debate em relação à diferença de complexidade em se trabalhar com back-end e front-end. Alguns profissionais acreditavam que trabalhar com HTML, CSS e JavaScript era menos complexo do que desenvolver códigos em linguagens back-end.

Esse tipo de raciocínio é infundado, visto que as novas versões do HTML e CSS e o crescimento do JavaScript possibilitam criações ilimitadas, permitindo aos profissionais mais preparados a criação de interfaces extremamente sofisticadas e dinâmicas.

Front-endBack-end
TipoSe refere ao lado cliente (client-side) da aplicaçãoSe refere ao lado servidor (server-side) da aplicação
UsuárioÉ a parte do site que os usuários vêem e interagemConsiste em tudo que acontece por trás das cenas
PartesNormalmente inclui tudo que é relacionado ao visual do siteNormalmente inclui um servidor web e banco de dados
VisibilidadeForma a base que usuários podem tocar e experienciarÉ o cérebro do site e nunca fica visível ao usuário
LinguagensAs linguagens essenciais incluem: HTML, CSS e JavaScriptLinguagens como: PHP, Python, Ruby e Java

Além disso, para desenvolver o front-end, o profissional precisa obter conhecimentos em experiência do usuário (UX), buscando ao máximo atingir os anseios do público-alvo da aplicação web.

O que é um desenvolvedor front-end, back-end e full-stack?

O que é desenvolvedor full stack

Nós já vimos o que é front-end, back-end e como essas partes trabalham em conjunto na criação de um site ou aplicação web. Para ambas as partes do desenvolvimento de sites, pode haver um desenvolvedor especializado. Nesses casos, o desenvolvimento da aplicação é divida entre dois tipos desenvolvedores:

  • Desenvolvedor front-end - responsável pela experiência de uso da aplicação.
  • Desenvolvedor back-end - responsável pela pelo desempenho e parte lógica por trás da aplicação.

Abaixo, você pode visualizar a tabela destacando as características de cada um desses tipos de desenvolvedor.

Desenvolvedor front-endDesenvolvedor back-end
ObjetivoTornar o site atraente e oferecer uma boa experiência ao usuárioTornar o site dinâmico com uma arquitetura robusta de alto desempenho
QualidadesCriatividade, visão artística, detalhista, empatiaCapacidade lógica e analítica, resolução de problemas
FerramentasHTML, CSS3, JavaScript, jQuery, Angular, Bootstrap, SASS/LESSPHP, C#, Python, Ruby, Node.js, MySQL, MongoDB

Mas além do desenvolvedor front-end e back-end, ainda há mais um tipo de desenvolvedor – o desenvolvedor full-stack.

Esse é um desenvolvedor que atua tanto com front-end como back-end. Esse tipo de profissional é bem valorizado, devido ao desafio de conhecer bem ambas as partes do desenvolvimento. Esse desenvolvedor precisa conhecer todo o processo de desenvolvimento de um site e entregar a mesma qualidade front-end e back-end.

Front-end ou back-end: qual caminho seguir?

Agora você já sabe o que é front-end e back-end, e conhece a diferença entre desenvolvedores front-end e back-end. Para resumir, podemos pensar que o desenvolvedor front-end é aquele que foca na interface com o usuário, enquanto o back-end trabalha na parte funcional da aplicação, na parte do lado servidor.

Sabendo disso, fica mais fácil decidir qual caminho seguir. Se você prefere a parte de usabilidade e experiência do usuário, a parte de front-end é mais interessante. Porém, se o seu objetivo é tornar a aplicação funcional com o melhor desempenho possível, back-end seria a opção adequada.

E se você tem interesse em ambas as partes, nada lhe impede de aprender tanto front-end quanto back-end e se tornar um desenvolvedor full-stack.

Está procurando uma hospedagem para colocar aprender ou colocar seus aprendizados em desenvolvimento? Confira a lista com as melhores hospedagens de sites e escolha a melhor para você!

Melhor Hospedagem de Sites é um projeto com o objetivo de ajudar as pessoas na busca pelo lugar ideal para hospedar seus sites, trazendo informação e conhecimento sobre o universo de hospedagem de sites.
Deixe um comentário

Receba os artigos do blog por e-mail: