O que é PHP e para que serve?

Quando se fala em criação de sites, PHP é quase sempre mencionado. Mas o que é PHP e para que serve?

Uma coisa comum em todos os provedores de hospedagem mencionados em nosso site é que todos suportam PHP. Não restam dúvidas que o PHP é uma das linguagens de programação mais populares na Web. A linguagem é utilizada por gigantes da tecnologia como Facebook e Yahoo.

O que é PHP

A linguagem foi criada primariamente para a Web, como um gerador dinâmico de códigos HTML, mas também pode ser utilizada para uso geral.

Essa linguagem de programação é extremamente poderosa e está por trás de diversas aplicações avançadas. Acompanhe o artigo para conhecer mais sobre o PHP.

PHP: o que é e o que significa?

PHP é uma linguagem de programação gratuita e de código aberto. Apesar de ser classificada como uma linguagem de uso geral, o PHP é especialmente adequado para o desenvolvimento web e pode ser embutido em documentos HTML.

O que parece uma sigla, na verdade é um acrônimo recursivo que significa Hypertext Preprocessor. Embora inicialmente e por um curto período, PHP foi chamado de Personal Home Page Tools pelo seu criador Rasmus Lerdof.

PHP: o que é

No início, o PHP era apenas um conjunto de scripts para acompanhar os acessos de um projeto para o currículo online.

Os scripts não passavam de um conjunto de binários CGI (Commom Gateway Interface) escritos em C, que alguns anos depois deram origem a uma das linguagens de programação mais populares do mundo.

Ao liberar o código, Rasmus já tinha conferido à linguagem algumas especificidades e usos que são conhecidos até os dias atuais. As variáveis do estilo Perl, sintaxe HTML e interpretação automática de formulários já foram implementadas naquele ano, embora muito mais rudimentares do que hoje.

Evolução da linguagem PHP

O PHP passou por várias versões, sendo que as de destaque foram a 3, 5 e 7. O PHP 5 foi a versão mais popular do PHP e até hoje é oferecida em diversos servidores de hospedagem.

  • PHP 2/FI - versão beta inicial do PHP, lançada em 1997, ainda não estava pronta para ser usada em produção.
  • PHP 3 - ainda 1997, o PHP passou a ser orientado a objetos, suporte para bancos de dados comerciais e novos protocolos;
  • PHP 4 - implementou métodos para permitir maior interação com outros componentes e linguagens da web;
  • PHP 5 - em 2004, o PHP reformulou sua orientação de objetos, trazendo mais visibilidade para interfaces e construtores;
  • PHP 7 - trouxe melhorias no desempenho e estabilidade, chegando dobrar o desempenho em algumas aplicações.
O que é PHP: ciclo de vida
Ciclo de vida do PHP - 5.6 até 7.2

Hoje, a recomendação é que utilize o PHP em sua versão atual, que tenha suporte do desenvolvimento e principalmente na parte da segurança

Vale a pena aprender PHP?

Uma das perguntas mais populares quando há o interesse em aprender alguma coisa nova, principalmente na área de tecnologia é: "vale a pena aprender a linguagem X?".

Vale a pena aprender PHP?

Essa pergunta é comum em fóruns, comunidades e grupos de desenvolvimento. Com tantas linguagens de programação, não é tão simples saber qual a melhor para começar a aprender.

Mesmo para quem pretende desenvolver para web, existem outras linguagens bastante relevantes para esse fim, como Python, Ruby e Java.

Mas por que aprender PHP no lugar de qualquer uma dessas outras linguagens? O que o PHP tem de especial para se destacar em meio a outras tecnologias da web?

Para quem está com essa dúvida, aqui vão algumas das vantagens de escolher o PHP.

  • Popularidade - a linguagem aparece no top 10 de todos os rankings das linguagens de programação mais usadas no mundo;
  • Mais usada para sites - a linguagem é usada em quase 80% dos sites na Internet como linguagem de back-end;
  • Curva de aprendizadoprogramação é difícil para a maioria das pessoas, mas o PHP tem uma estrutura fácil de aprender;
  • Materiais de referência - tem uma comunidade imensa, não faltam materiais de referência para aprender a linguagem;
  • Disponibilidade de frameworks - não faltam frameworks PHP para ajudar no desenvolvimento, como Laravel, Zend e Symfony;
  • Melhores CMS - A linguagem está por trás de sistemas amplamente usados, como WordPress, Magento, Moodle, phpBB e muito mais.

Além disso, é muito fácil encontrar uma hospedagem barata e de baixo custo que suporte PHP. Assim, se você quer economizar ou tem um orçamento limitado para desenvolver um site, o PHP é uma excelente escolha.

Mas nada é perfeito, e mesmo o PHP possui desvantagens. Sua estrutura permite fazer a mesma coisa de muitas formas, e isso pode acabar tornando o código mais propenso a falhas. A linguagem também não é ideal para aplicações que não sejam para web, apesar de algumas bibliotecas permitirem esse uso.

A linguagem PHP e mercado de trabalho

Há uma grande preocupação sobre a oferta e demanda do mercado de trabalho ao pensar em aprender uma linguagem de programação. Para saber a procura por um programador PHP entre as empresas, basta visualizar o número de vagas que sites retornam ao fazer uma pesquisa por "vagas PHP" no Google.

O que é PHP - Mercado de trabalho

No LinkedIn, por exemplo, são quase 2.000 vagas de emprego para programadores PHP, enquanto no Catho, esse número se aproxima de 1.000.

Nesses mesmos sites você consegue ter uma ideia de quanto ganha um programador PHP. A média de salário varia de R$ 2.000 até R$ 10.000 a depender do nível de experiência e da região.

Isso levando em conta somente o Brasil. Aprendendo uma linguagem como o PHP você pode trabalhar em qualquer lugar do mundo. Existem diversas empresas que procuram programadores PHP para trabalhar remotamente.

Sabendo que existem vagas, vamos ver quais empresas utilizam PHP em seus sistemas nos dias de hoje.

Quem usa PHP hoje em dia?

Para ter uma ideia de como o PHP continua popular, basta observar quais empresas utilizam a linguagem nos dias de hoje:

PHP no Facebook

O Facebook é sem dúvidas um excelente exemplo poder da linguagem PHP pode oferecer a um sistema. Com mais de 2 bilhões de usuários mensais, o Facebook continua utilizando o PHP e aprimorando a linguagem. Em conjunto com o PHP, o Facebook também utiliza uma linguagem própria – a linguagem Hack – que também é derivada do PHP.

Yahoo!

PHP no Yahoo!Embora não seja tão utilizado como já foi um dia, o Yahoo também mostra que o PHP é capaz de desenvolver grandes sistemas.

Além do mecanismo de busca, o Yahoo está por trás de diversos produtos de sucesso desenvolvidos em PHP. Alguns dos produtos mais conhecidos do PHP foram feitos com PHP, são eles: Flickr, Tumblr e o próprio Yahoo Mail.

Wikipedia

PHP na Wikipedia

Wikipedia é o site que concentra a maior quantidade de artigos sobre todos os assuntos no mundo. A enciclopédia online conta com mais de 40 milhões de artigos em mais de 277 idiomas.

Todos os dias mais de 400 milhões de usuários visitando o site – que foi desenvolvido com PHP.

WordPress

PHP no WordPress

O WordPress é uma das principais escolhas para quem pretende criar um blog, site ou até loja virtual.

A prova disto está nas estatísticas de uso da plataforma, que representa quase 1/3 dos sites em toda Internet. O WordPress utiliza PHP tanto no WordPress.com quanto no WordPress.org.

Slack

PHP no Slack

O Slack vem redefinindo a comunicação entre times e equipes das maiores empresas do mundo. Oferecendo recursos avançados para chat, o serviço já conquistou empresas como Google, PayPal, Uber e muitas outras.

Assim como o Facebook, o Slack utiliza o PHP em conjunto com a linguagem Hack em seus produtos e serviços.

O que pode ser feito com PHP?

Conhecendo os produtos e serviços que listamos anteriormente, você já sabe que o PHP consegue fazer muitas coisas. As aplicações do PHP são muitas:

  • Os sistemas de fórum mais populares (phpBB, IPB, vBulletin) utilizam PHP;
  • Lojas virtuais usam muito o PHP em sistemas de e-commerce como Magento e WooCommerce;
  • Os CMS mais populares – WordPress, Drupal e Joomla – usam PHP como linguagem principal.

Se você já sabe o que é HTML, CSS, JavaScript, você pode deixar as suas páginas muito mais dinâmicas e poderosas, e diminuir a sobrecarga no navegador, melhorando a experiência do usuário. Com o PHP é possível criar formulários, gerar páginas dinâmicas e conectar com bancos de dados.

Aprender esta linguagem certamente vale a pena, afinal, é simples para um iniciante assimilar e tem muito a oferecer para os programadores profissionais.

Escolhendo o melhor editor PHP

Escolhendo o editor PHPComo a linguagem PHP é multiplataforma, é possível desenvolver no Windows e em sistemas baseados Unix, como macOS, Linux e BSD.

Dessa forma, é importante ter um bom editor de códigos que conheça a sintaxe do PHP, para auxiliar durante a escrita do código.

Se você quer um bom programa para programar, aqui vão algumas opções mais populares de editor PHP:

  • Atom - editor desenvolvido pelo GitHub, baseado em linguagens da web;
  • MS Code - editor desenvolvido pela Microsoft, também utiliza as linguagens da web;
  • Sublime Text - editor independente de alta performance desenvolvido com C++.

Existem as IDEs, ou ambientes de desenvolvimento integrado. As IDEs possuem funcionalidades mais avançadas, como debuggers e testes:

  • NetBeans - uma das IDEs mais antigas, possui suporte completo para PHP;
  • Eclipse - uma das ferramentas de desenvolvimento mais populares do mercado, possui versão específica para PHP;
  • PHPStorm - IDE proprietária feita exclusivamente para o desenvolvimento com PHP.

Veja a lista completa com os melhores editores de texto HTML com suporte para PHP.

Qual o melhor caminho para aprender PHP?

Melhor caminho para aprender PHP

Quando se fala em aprender alguma linguagem de programação, quase sempre existe um caminho ou uma ordem para facilitar no processo de aprendizagem.

Isso fica bastante visível no aprendizado de desenvolvimento de sites, em que aprender as linguagens de front-end como HTML e CSS acaba facilitando a compreensão de outras linguagens.

Então, se o seu objetivo é programar para web e você quer aprender PHP para o desenvolvimento de sites, um caminho recomendado é começar pelas principais linguagens da web, antes de partir para a programação com uma linguagem de back-end.

  • Aprenda HTML, CSS e JavaScript - entender como essas linguagens funcionam é essencial para o desenvolvimento de sites;
  • Orientação a objetos e MVC - entender o paradigma da orientação a objetos e um padrão de projeto como MVC é muito útil;
  • Comunicação com banco de dados - aprender SQL é muito importante para quem vai trabalhar com aplicações web;
  • Experimente frameworks - aprender um framework como Laravel, Zend ou Symfony pode ajudar bastante no desenvolvimento.

E não faltam fontes de conhecimento para dar o passo inicial e começar a aprender a programar. Você pode usar materiais de referência como a da própria documentação do PHP, cursos online de sites como Udemy e Alura, fora livros de editoras como O'Reilly que possuem várias edições para programação.

Se tiver alguma dúvida, a comunidade do PHP é gigante, e possui muitos sites que podem te ajudar a resolver problemas que vão aparecer durante o aprendizado. Comunidades como StackOverflow, fóruns de discussão e grupos no Facebook podem ser bastante úteis.

Conclusão

Agora que você já sabe o que é PHP, ficou clara a importância da linguagem para o desenvolvimento web e a criação de sites. Com mais de 20 anos, a linguagem de programação está bem estabelecida no mercado e continua sendo utilizada ativamente em muitos projetos.

Você pode começar a praticar a programação com PHP sem pagar nada, utilizando uma hospedagem grátis – que vai funcionar como um ambiente de testes e aprendizado. Mas quando se trata de hospedar um projeto sério, como um site profissional ou loja virtual, é importante escolher a melhor hospedagem de sites possível.

Quer conhecer melhor as outras linguagens da web antes de ir para o PHP? Confira o nosso artigo e entenda o que é HTML para dar o primeiro passo aprender mais sobre desenvolvimento de sites!

Melhor Hospedagem de Sites é um projeto com o objetivo de ajudar as pessoas na busca pelo lugar ideal para hospedar seus sites, trazendo informação e conhecimento sobre o universo de hospedagem de sites.
Deixe um comentário

  1. Richard imagem Richard
    25 de março de 2019
    Responder

    oie tudo bem?
    Muito bom suas dicas parabens

Receba os artigos do blog por e-mail: