Afinal, quanto devo cobrar por um site?

Quanto cobrar por um site é uma das primeiras perguntas para quem está começando a trabalhar com desenvolvimento.

É importante ter em mente que assim como outros tipos de software que envolve o trabalho criativo, não há uma tabela de preço de criação de sites e nem valores de referência para determinar o valor de cada trabalho.

afinal quanto devo cobrar para fazer um site

Entrar no mercado de trabalho e conquistar clientes é uma missão árdua que exige bastante dos profissionais liberais, principalmente daqueles que estão começando. Um dos maiores desafios é estabelecer uma tabela de valores para os seus serviços.

Em funções como desenvolvedor e web designer, é fundamental saber quanto cobrar para fazer um site. Mas como mensurar o preço do seu trabalho: por hora, por dia, por cliente ou por grau de dificuldade? Essa é uma questão que permeia os pensamentos de quem trabalha com desenvolvimento de sites.

Se você está em dúvida de como abordar essa questão, acompanhe o nosso artigo e saiba o que você deve considerar antes de fechar um contrato!

Levante seu custo de vida

Quanto cobrar por um site - Custo de VidaDe quanto você precisa para viver bem? Comida, transporte, lazer e moradia são alguns dos itens que pesam no orçamento. O profissional que cria sites deve fazer um levantamento descomplicado para identificar qual é o seu custo de vida. Esse pode ser um ótimo momento para avaliar suas despesas e começar a ter um controle financeiro.

Baseado nisso, você saberá quanto precisa ganhar por mês para evitar que os débitos se acumulem. Nesse momento, considere tanto os custos fixos — como aluguel, internet, parcelas de financiamentos, etc. —, quanto os variáveis, como telefone, energia, combustível, refeições, entre outros.

Considere incluir despesas como:

  • moradia (aluguel, condomínio, parcela de financiamento);
  • plano de telefone, celular, internet, TV;
  • manutenção de equipamentos (seu computador, suas ferramentas de trabalho);
  • gastos com energia, água, gás;
  • transporte e deslocamento.

Se você trabalha com criação de sites, possivelmente você utiliza programas com licenças pagas, serviços de assinatura na nuvem, editores de texto, e outros softwares que podem ser fundamentais para o seu trabalho, por isso, considere também estes custos.

Tenha uma meta salarial

Quanto cobrar para fazer um site - SalárioQuando escolheu a profissão de desenvolvedor ou web designer, você certamente você analisou o retorno financeiro que ela lhe daria. Logo, ao fazer o levantamento do seu custo de vida, você deve traçar um salário como meta. Esse alvo é feito a partir dos seus compromissos mensais e levando em consideração a sua saúde financeira.

Nesta etapa, considere o valor do mercado da profissão, levando em conta a região e os clientes que você pretende atender.

Sites como Catho e Indeed podem ajudar a ter uma ideia da média salarial para um cargo similar ao que você se propõe a trabalhar como.

Quando chegar a um valor que seja justo, é hora de dividi-lo pela quantidade de trabalho que você espera encontrar para atingir a sua meta. Não é fácil prever o faturamento, mas é importante que você o faça. Somente desta forma você saberá de quanto precisa para se manter estável, longe de problemas financeiros e com as contas pagas.

Defina sua carga horária

Quanto cobrar por um site - Carga horáriaVocê vai trabalhar o dia inteiro ou só meio período? Trabalhará nos finais de semana ou quer tempo livre para curtir um pouco? Essas respostas pesam sobre a sua meta salarial e terão que ser adaptadas para que você fique dentro do seu orçamento.

Para um programador ou desenvolvedor web, é possível encontrar salários inciais na faixa de R$ 3.000,00. Então se você deseja trabalhar 5 dias na semana, de segunda à sexta-feira e descansar no final de semana, você trabalharia uma média de 20 dias no mês.

Dividindo o salário pela quantidade de dias, você tem o valor que receberia por dia trabalhado: R$ 150,00.

Sabendo o quanto vale o seu dia de trabalho, você pode querer também calcular quanto vale a sua hora de trabalho. Para isso, basta dividir o valor do dia de trabalho pela quantidade de horas trabalhadas. Fazendo a conta, você chegará em R$ 30,00, que é o valor da sua hora de trabalho.

Quanto cobrar por um site - Calcular valor por hora

O cálculo é bem simples e você pode fazer com uma breve consulta no Google, de acordo com os valores que se adequam ao seu caso.

Mas o que fazer com esse valor agora?

Agora que você sabe quanto você vale a sua hora de trabalho, você pode calcular quanto cobrar por um site ou serviço baseado no tempo que você pretende usar para concluí-lo. Então, quando for cobrar para fazer um site pense quantos dias serão necessários para que ele fique pronto.

Leve em consideração:

  • Tempo de trabalho -  quantas horas, dias ou meses você vai levar para terminar o projeto;
  • Complexidade do projeto - se você já domina as tecnologias envolvidas, não será tão complexo pra você;
  • Perfil do cliente - nem todo caso compensa cobrar por hora, por isso, avalie o perfil do cliente.

Se você precisa de um mês para fazer um site, você já sabe que o tempo de trabalho equivale ao seu mês de trabalho, ou seja R$ 3.000,00 pelo trabalho. Além do tempo de trabalho, leve também em consideração a complexidade do trabalho.

É importante ser flexível – para um trabalho que você sabe que é rápido e já tem uma boa experiência, você pode cobrar um pouco mais pela hora. Já um trabalho mais complexo e demorado, você pode cobrar um pouco menos. Assim você pode ganhar na quantidade, obtendo mais clientes e aumentar o seu portfólio.

Estude a concorrência

Como cobrar por um site - Pesquisa de concorrentesConcomitantemente ao estabelecimento da sua meta salarial, você tem que estudar a concorrência. Saber os valores cobrados por pessoas que oferecem serviços similares ao seu é determinante para chegar ao valor que deve ser cobrado para fazer um site.

Pesquisando por uma tabela de preço de criação de sites, você vai encontrar desenvolvedores, agências, freelancers e profissionais que já trabalham na área, assim como valores cobrados.

Uma coisa é certa – o mercado dará o direcionamento necessário para você se alinhar aos demais profissionais da área. Use isso em sua vantagem.

É claro que sempre existem as exceções: pessoas que cobram muito barato e aquelas que estipulam preços exorbitantes. O segredo para quem está começando é não fugir muito da média. Observe o portfólio, o site dos concorrentes, você pode até consultar outros freelancers para ter a ideia do valor de um projeto semelhante.

Analise gastos com ferramentas

Embora grande parte do trabalho de um desenvolvedor de sites seja intelectual, é preciso colocar na ponta do lápis quais são os materiais e ferramentas que serão utilizados durante o processo de criação.

Observe se você vai precisar assinar ou comprar algum software de desenvolvimento, fazer o registro de domínio e gerenciar hospedagem do site, pagar por recursos de imagens, visuais, etc.

Tudo isso deve ser incluído nos seus custos de ferramentas e materiais. Adicione, inclusive:

  • serviços terceirizados que você venha a solicitar;
  • custos com deslocamentos e reuniões;
  • hotéis e refeições, se for preciso comparecer a locais distantes.

Lembre-se que você não está só repassando o valor bruto dos serviços que está obtendo para concluir o trabalho para o seu cliente, mas também toda a gestão dos recursos e ferramentas envolvidas.

Questione a sua experiência

Há quanto você está no mercado? Tem um portfólio relevante? Faça esses questionamentos a si próprio e saiba que isso pesa na hora de fixar o preço da sua mão de obra. A experiência nem sempre é sinônimo de qualidade, mas — queira você ou não —, ela  agrega bastante ao currículo.

Quando cobrar por um site - Experiência

Uma questão importante a se fazer é: você consegue dar conta de 100% do projeto? Você deve levar em consideração se será necessário terceirizar alguma parte do projeto, como a parte de design, desenvolvimento de alguma API ou ate mesmo o conteúdo.

Se não há material suficiente para apresentar aos clientes, crie. Tire um pouco do seu tempo para se dedicar a áreas do seu interesse e desenvolva sites que servirão para montar um portfólio poderoso.

Pense que ao atender mais clientes, mais oportunidades de aumentar você terá. Então, se estiver começando, uma boa estratégia pode ser ter uma flexibilidade para focar mais na quantidade de bons projetos de destaque do que exclusivamente nos lucros.

Entenda a necessidade do projeto

A conversa com o cliente é crucial para entender a necessidade do projeto e saber quanto cobrar para fazer um site. Reúna-se com ele em um ambiente físico ou virtual e descubra tudo o que ele deseja no site. Isso vai te ajudar a entender quais são os requisitos do projeto.

Planeje sobre elementos como:

  • responsividade do layout - importante se o site será acessado por dispositivos móveis;
  • interatividade e gestão - gerenciamento de conteúdo, sistema de comentários, formulários de contato, etc;
  • imagens, vídeos, áudios - pense onde onde ficarão hospedados os conteúdos multimídia;
  • e-mail profissional - se o cliente vai precisar de um e-mail com domínio próprio;
  • integração com sistemas - sistema de e-commerce, entrega, meios de pagamento e entrega.

Quanto cobrar para fazer um site - Documentação e requisitosDurante o planejamento do site, alguns aspectos serão mais subjetivos que outros. Mas você pode levar em consideração aspectos como o número de páginas do site, o conteúdo de cada uma das páginas, integração com banco de dados, etc.

Nesta etapa é muito importante ter ideia do consumo de recursos do site a ser hospedado.

O plano de hospedagem pode variar a depender da quantidade de visitas e das tecnologias. Se é um projeto pequeno, você pode economizar escolhendo uma hospedagem barata.

Toda a complexidade do site deve ser esclarecida durante os encontros com o cliente, para que fique bastante claro o que é preciso ser feito de acordo com a necessidade do cliente. Além de definir quanto cobrar para fazer um site, você poderá definir também valores e datas para manutenção do projeto.

Faça um briefing e documente o projeto

Quanto cobrar para fazer um site - BriefingAgora é a sua vez de estipular. Analise tudo o que o cliente pediu na reunião e faça um briefing do que foi solicitado e do que será feito. Esse documento deve ser apresentado para o cliente assim que ficar concluído.

A partir daí, ambas as partes podem voltar a discutir os preços – buscando encontrar valores que fiquem satisfatórios para os dois lados.

A elaboração de um briefing evita que o projeto sofra muitas modificações ao longo do seu desenvolvimento, principalmente por pedidos feitos pelos clientes em cima da hora, exigindo tempo e mão-de-obra que não estavam incluídos no orçamento inicial.

Essa documentação é essencial para o planejamento e para que o cliente entenda todo o processo envolvido que justificou o valor cobrado pelo site.

Ter uma documentação não só vai ajudar no planejamento, mas também na referência futura para o cliente. Você não vai querer o cliente solicitando mudanças não acordadas anteriormente, certo?

Destaque o seu diferencial

Quanto cobrar por um site - DiferencialSe você é um desenvolvedor de sites ligado na área, deve utilizar a favor do seu trabalho ferramentas como segurança, otimização SEO, tema original, design responsivo, desempenho, uptime, entre outras iniciativas que tragam mais oportunidades página dos seus clientes.

Mesmo sabendo da importância da segurança e privacidade na web, não é muito difícil encontrar sites sem um certificado SSL, por exemplo.

Muitos provedores de hospedagem oferecem o SSL grátis ou uma forma facilitada para instalação, que pode ser um diferencial a ser repassado para o seu cliente.

Portanto, não esqueça de incluir o seu diferencial nos seus orçamentos e sair na frente da concorrência. Isso faz a diferença e enriquece ainda mais a sua proposta de trabalho.

Contabilize o quanto você vai gastar no projeto

Com todas as informações anteriores reunidas, você já consegue contabilizar quantas horas, dias ou meses serão necessários para a construção desse site. Comece a sua contagem já a partir das primeiras reuniões com o cliente, afinal, você já está disponibilizando o seu tempo para o projeto.

A partir dos cálculos da sua meta salarial, baseando-se na hora trabalhada, e nos custos que você terá para completar o projeto, contabilize o tempo que deve ser dedicado à construção do site. Dessa forma você chegará em um valor razoável para informar ao cliente.

Firme um contrato

Quando se pesquisa sobre quanto cobrar por um site ou qualquer outro tipo de projeto ou serviço, uma coisa que com certeza será citada será sobre a necessidade de um contrato.

Quanto cobrar por um site - ContratoUm contrato reconhecido e assinado pelos dois lados também é uma ótima forma de garantir que o serviço será feito e entregue.

Sempre que possível, defina prazos e, claro, os valores cobrados e formas de pagamento.

Pode parecer algo burocrático no começo, mas é algo necessário. Ao fazer esse documento, o seu negócio vai para outro patamar, e você evita calotes.

Seu trabalho está protegido e, certamente, você fica mais à vontade para desenvolver a sua parte e o seu cliente fica mais satisfeito, sabendo o que esperar como resultado.

Essa é uma parte extremamente importante do processo, que pode evitar muita dor de cabeça para ambas as partes. Lembre-se de que:

  • O cliente precisa do seu serviço - criar um site de alta qualidade não fácil e desenvolvedores não são baratos. A necessidade de profissionais capazes de realizar um projeto é real.
  • Você não é um empregado - o contratante não está te pagando nenhum benefício, seguro, não está fornecendo o equipamento de trabalho. Comparando com um funcionário, o seu serviço é barato.
  • Não há compromisso a longo prazo - um desenvolvedor empregado provavelmente trabalho 40 horas por semana. Ele tem a segurança do trabalho e uma renda estável. Não há esse compromisso com o freelancer.

Se há uma etapa que você não deve pular em todo esse processo, é a de fazer um contrato. Se você não sabe bem como fazer um, procure por modelos já existentes, existem vários materiais na web para te auxiliar.

Como você viu, não existem fórmulas mágicas para descobrir quanto cobrar para fazer um site. É muito mais uma pesquisa qualitativa do que quantitativa. Coloque em prática todos esses pontos e você consegue chegar a um valor ideal.

E se você quer evitar problemas com os sites de clientes fora do ar ou lentos, a melhor forma é contratar uma empresa de hospedagem confiável, por isso escolha entre as melhores hospedagens de sites.

Melhor Hospedagem de Sites é um projeto com o objetivo de ajudar as pessoas na busca pelo lugar ideal para hospedar seus sites, trazendo informação e conhecimento sobre o universo de hospedagem de sites.
Receber novidades por email: