Entenda o que é subdomínio e para que serve

subdomínio e para que serve

Qual a melhor maneira de organizar conteúdos dentro de um site? Sabemos que os sites têm subdiretórios, que aparecem, visualmente, na forma de abas e menus, e ajudam a organizar o site e a hierarquizar as informações dentro dele. Mas existem outras maneiras de fazer isso, por exemplo, criando os subdomínios.

Você sabe o que é subdomínio? Quais as diferenças entre ele, um domínio e um subdiretório? Quando e como criá-lo? Neste texto, você ficará por dentro de todas essas informações. Acompanhe!

O que é subdomínio?

Trata-se de uma forma de endereçar áreas diferentes dentro de um mesmo site. O subdomínio é uma extensão do domínio principal, serve para criar sites dentro de sites. Por exemplo, uma empresa tem o seu site de vendas, mas deseja criar um blog para se relacionar com os clientes. O blog pode ser endereçado como um subdomínio dentro do site principal.

O domínio é o endereço eletrônico de um site, o “www.minhaempresa.com”, por exemplo, que é conseguido com o registro deste. No Brasil, os domínios são registrados pelo Registro.br e são acompanhados da terminação .br. O subdomínio seria uma ramificação desse endereço, gerada dentro do painel de hospedagem, como mostraremos adiante.

Como funciona um subdomínio?

De forma técnica, o domínio é dividido em: subdomínio (www) + domínio (minhaempresa) + TLD, que significa top level domain (.com, ou .net, ou .com.br, entre outras inúmeras terminações). Um possível subdomínio dessa empresa, utilizando o exemplo anterior, poderia ser: blog.minhaempresa.com.

Geralmente, quando se compra um domínio próprio, é possível criar vários subdomínios gratuitamente, ou seja, diferente do domínio, que deve ser comprado, o subdomínio não tem custos.

Existem empresas que trabalham exclusivamente com o registro de subdomínio e até domínio grátis, mas com limitações, como a escolha da extensão e o controle restrito do domínio.

Subdomínios e SEO

Uma das importâncias dos subdomínios é que os motores de busca os consideram um site relacionado ao site principal e, por isso, eles entram mais facilmente nas buscas principais. No entanto, os subdomínios não contribuem na geração de visitas orgânicas para o site principal, porque não são considerados partes dele.

Assim, se sua empresa cria um blog e tem como objetivo aumentar o número de visitas orgânicas para a página-mãe, o subdomínio pode não ser uma boa opção. Uma melhor saída é alocar o blog como uma pasta dentro da web página principal, ou seja, criar um subdiretório. Ao invés de blog.minhaempresa.com, o endereço seria: minhaempresa/blog.

Em contrapartida, investindo na opção dos subdomínios é possível popularizar seu negócio em diferentes frentes e investir em trabalhos de SEO em cada uma delas. SEO significa Search Engine Optimization e é um conjunto de técnicas e estratégias para melhorar o ranqueamento do seu site nos motores de busca. Portanto, criando subdomínios, você apresentará mais sites, antenados nas regras de indexação dos mecanismos de pesquisa, para serem exibidos nas buscas dos usuários.

Em resumo, se seu objetivo é melhorar o posicionamento nas ferramentas de busca orgânica, a criação de um subdiretório é mais indicada. O subdiretório é beneficiado pela autoridade que o seu domínio já tem.

Mas se o objetivo é popularizar sua empresa ou seu negócio e aumentar o tráfego para o seu site, o subdomínio é a melhor opção. Com ele você pode conquistar vários lugares nas ferramentas de busca. As pessoas terão mais chances de ir para suas páginas quando encontrarem duas ou três opções que direcionam para elas.

Em quais situações o subdomínio pode ser utilizado?

Um subdomínio pode ser criado para várias funções. A seguir, selecionamos algumas:

Separar conteúdos em seções distintas

A função mais comum é separar seções dentro de um mesmo site. Uma empresa pode ter a página principal, um blog, uma página para o setor de vendas, etc. A necessidade de criação de um subdomínio decorre da existência de conteúdos diferentes do exposto no site principal. É necessário decidir se o conteúdo é digno de um subdomínio ou apenas mais um subdiretório na página principal é suficiente.

Campanhas ou ações específicas

Sua empresa pode decidir realizar uma campanha de marketing ou outro tipo de ação específica, como oferecer um curso ou um treinamento. Nesses casos, o subdomínio pode ser utilizado.

Testes de alterações

Os programadores e os web designers geralmente utilizam os subdomínios “escondidos” para realizar testes. Isso evita que erros ou melhorias sejam acompanhados pelos usuários enquanto modificações são realizadas.

Em quais situações o subdomínio não é indicado?

É importante não abusar da criação de subdomínios, pois a organização e as subdivisões de um site podem não ser bem entendidas pelo próprio pessoal da empresa e, menos ainda, pelos clientes. Em alguns casos específicos, o subdomínio pode não ser a melhor opção e deve ser avaliada especificamente qual a melhor forma de ramificar o conteúdo:

Sites em outro idioma

Quando sua empresa tem o site disponível em várias línguas, o melhor é criar subdiretórios. Assim, o site da empresa será beneficiado pelos links e visitas das páginas de diferentes países.

Diferentes segmentos

Se sua empresa atua em diferentes áreas, será preciso avaliar quais são seus objetivos para decidir como endereçar cada um dos conteúdos específicos. Caso você esteja lidando com um ramo no qual as palavras-chave são extremamente concorridas, usar um subdiretório pode ser a melhor opção. Assim, a autoridade do seu site principal contará a favor do conteúdo secundário.

Mas digamos que você queira competir com palavras-chave de baixa concorrência e aumentar o tráfego para seu site. Você pode criar um subdomínio e investir em SEO.

Como criar um subdomínio para o site?

Esse recurso pode ser criado a partir do painel de controle da hospedagem. Em geral, existe uma seção específica para o gerenciamento de subdomínios. Ao adicionar um subdomínio, serão abertas caixas para a inserção de informações, como:

  • nome do subdomínio;
  • opção de permanecer com seu domínio principal ou vinculá-lo a outro domínio;
  • pasta de destino.

Neste artigo, você entendeu o que é subdomínio, domínio e subdiretório. Cada caso deve ser avaliado de forma específica e você pode traçar estratégias diferentes para objetivos diferentes. O importante é estruturar seu site de forma organizada para atender suas metas.

Se essas informações foram úteis e você deseja continuar acompanhando nossas dicas, siga-nos no Facebook.

Analista de sistemas, entusiasta do Open Source e apaixonado por tecnologia. Tem anos de experiência em hospedagem de sites, servidores Linux e desenvolvimento web. Sempre buscando aprender mais sobre a indústria de hospedagem e suas peculiaridades.

Receber novidades por email: